Postado em:
06 mar, 2014

As 7 doenças mais raras em seres humanos!

Sabia que ataques histéricos de riso podem ser sintomas de uma doença fatal? Ou que morder excessivamente o lábio e bater a cabeça na parede pode revelar uma síndrome muito, muito rara? As doenças mais incomuns que acometem os humanos podem ser por contaminação de um vírus ou bactéria ou simplesmente ser um “defeito de fábrica”, por uma mutação em seu DNA. Confira as 7 doenças mais raras em seres humanos:

7. Síndrome de Proteus

Screen-Shot-2013-04-10-at-8.45.44-PM

Uma das condições mais raras do mundo, com apenas 200 casos já foram confirmados, a Síndrome de Proteus é uma doença congênita que causa o crescimento de várias partes do corpo de forma imprudente.

6. Febre kuru

feb

A Febre Kuru é uma doença extremamente rara e é conhecida por deixar os contaminados com histéricos ataques de riso! Para contrair essa doença neurológica fatal, você teria que viajar a uma região remota nas montanhas da Nova Guiné, encontrar um dos poucos portadores da doença que ainda existem e comer seu cérebro. Ou seja, talvez não seja nessa encarnação! Mas o fato é que, se contraída, o resultado é fatal – começando com lesões progressivas e incuráveis no cérebro até a sua destruição total.

5. Doença de Fields

doe

Se você tiver uma doença genética que seja realmente rara, os médicos provavelmente irão chamá-la pelo nome de seu descobridor. Isso foi exatamente o que aconteceu com as gêmeas britânicas Catherine e Kirstie Fields. Elas nasceram com uma doença neuromuscular que não foi diagnosticada inicialmente, mas que agora é conhecida como doença de Fields. Essa doença afeta os nervos provocando movimentos musculares involuntários. Como consequência, as irmãs Fields passam a maior parte do tempo em cadeiras de rodas e têm dificuldade para realizar tarefas delicadas, como escrever.

4. Progeria

0,,66175743,00

Eis o verdadeiro nome científico da doença de Benjamin Button – aquele do filme com o Brad Pitt. Ela é caracterizada por alterações irreversíveis na pele e órgãos internos, o que provoca o envelhecimento prematuro do corpo, dando uma aparência de um bebê envelhecido. A expectativa média de vida de pessoas com a doença é de 13 anos, com exceção de um único caso no Japão de um paciente que morreu aos 45.

3. Síndrome de Chediak-Higashi

Chediak-Higashi

Menos de 200 pessoas no mundo foram identificadas com este distúrbio genético que afeta o sistema imunológico e impede o corpo de se defender de vírus e bactérias. Além das sérias infecções que geralmente provocam a morte dos pacientes ainda na primeira década de vida, os afetados pela Síndrome de Chediak-Higashi também são albinos e sofrem com hemorragias.

2. Síndrome Uner Tan

sssii

Pessoas com esse defeito genético raro parece que retrocedem aos Tempos das Cavernas: são propensas a andar de quatro, possuem uma linguagem primitiva e falta de atividade cerebral. A síndrome foi descoberta por Yunerom Tan (daí o nome) depois de conhecer a família Ulas em uma das aldeias turcas. Ele fez o documentário “Família andando de quatro” e, apesar de afirmar que a síndrome é genética, alguns estudiosos creem que em nada tem a ver com o trabalho do genes.

1. Síndrome de Hermansky-Pudlak

Hermansky-Pudlak-1024x685

A mutação de pelo menos oito genes está ligada ao desenvolvimento da Síndrome de Hermansky-Pudlak, doença mais frequente em Porto Rico e nos Alpes suíços e que afeta entre 1 em 500 mil e 1 em 1 milhão de indivíduos no mundo. Além de enfrentarem problemas no funcionamento dos pulmões, intestino, rins e coração, os afetados pela Síndrome sofrem também com a diminuição na pigmentação da pele (que causa albinismo) e problemas de sangramento.


Seja o primeiro a comentar em As 7 doenças mais raras em seres humanos!

Deixe seu comentário: